Topo
Tales Faria

Tales Faria

Renan Calheiros aposenta o velho Renan? Assista

Tales Faria

2001-02-20T19:04:01

01/02/2019 04h01

Eles têm o mesmo nome, foram eleitos pelo MDB do mesmo estado, Alagoas. Mas juram que pensam e são completamente diferentes.

Isso mesmo. Assista ao vídeo e tente entender a explicação do velho Renan Calheiros sobre as suas diferenças e desentendimentos com este novo Renan que pode ser eleito hoje para o comando do Senado Federal.

Ele jura que os dois nem sequer têm se falado ultimamente.

O novo Renan é liberal. O velho, estatizante. O novo, amigo do ministro da Economia, Paulo Guedes, e disposto a se colocar como aliado do governo. O velho, uma raposa política gerada nas hostes do PMDB e que não conta com a simpatia do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Não está claro ainda no meio político se houve mesmo uma metamorfose tão ampla, ou se ocorre apenas um episódio de bipolaridade senatorial.

Por essas e outras, os senadores (ou o senador?) Renan Calheiros 1 e 2 tornaram-se a grande incógnita da política no momento.

Sagaz e ardiloso como José Sarney, Antonio Carlos Magalhães, Jader Barbalho e Ulysses Guimarães –que já dominaram a ribalta nos palcos de Brasília– o velho Renan Calheiros irá subjugar o chefe do Executivo?

Ou será mesmo esse novo Renan quem comandará o Congresso? Par e passo com Bolsonaro, até há pouco um desafeto?

A dúvida entre seus pares foi criada pelo próprio senador no rastro de uma estratégia para eleger-se presidente do Senado. Pode levá-lo à vitória. Mas pode também deixar o colégio eleitoral tão atordoado que ele acabe perdendo votos.

Hoje saberemos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, “Todos os Sócios do Presidente”, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Sobre o blog

Os bastidores da política pela ótica de quem interessa: o cidadão que paga impostos e não quer ser manipulado pelos poderosos. Investigações e análises com fatos concretos, independência e sem preconceitos.