Topo
Tales Faria

Tales Faria

Eis os 5 nomes no MDB que Davi Alcolumbre veta para receber cargos

Tales Faria

2005-02-20T19:10:12

05/02/2019 10h12

 

Jader Barbalho (PA), Fernando Bezerra (PE), José Maranhão (PB), Eduardo Braga (AM) e, naturalmente, Renan Calheiros (AL).

São estes os senadores do MDB a quem o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), não aceita conceder cargos na Mesa Diretora ou em alguma comissão importante da Casa.

O recado foi dado à bancada pela ex-líder Simone Tebet (MDB-MS) na reunião desta segunda-feira (4), mas não será repetido publicamente.

O MDB tem 13 senadores. cinco estão vetados. Eduardo Braga respondeu que "isso é inaceitável".

Foi um encontro muito tenso e terminou sem acordo.

Simone participou da reunião no estilo "é isso ou nada". Disse que se o MDB não aceitar será desidratado, pois muitos senadores deixarão o partido. Inclusive ela.

Os oposicionistas responderam que tentarão montar um bloco com o PT, compensando eventuais governistas que se desfiliem.

O PT tem seis senadores. Ou seja, pelo critério da proporcionalidade, esse bloco pode ser o maior da Casa. Teria o direito a fazer a primeira escolha para a Mesa e para o comando das comissões.

Mas Davi Alcolumbre e Simone Tebet ameaçam formar, então, um grande bloco reunindo o equivalente à maioria absoluta dos senadores para "bater chapa". MDB e PT poderiam ser, assim, totalmente excluídos da distribuição de cargos.

É este o impasse que será discutido na reunião dos líderes do Senado.

O problema é que nem Simone Tebet, por um lado, nem Eduardo Braga e Renan, pelo outro, sabem ao certo o tamanho de suas tropas dentro do partido.

Quem os trairá? O medo de traições é geral.

Até mesmo entre os cinco vetados por Alcolumbre, há nomes, que o grupo de Simone acredita que têm potencial, digamos assim, para se tornar governistas.

São eles: Jader Barbalho, cujo filho Helder é governador do Pará e precisará do governo federal, se ausentou da votação para presidente da Casa; Fernando Bezerra, já esteve aliado a Simone e pode voltar ao ninho; e José Maranhão é aliado em seu Estado de tucanos que defenderam Alcolumbre.

 

Sobre o autor

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, “Todos os Sócios do Presidente”, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Sobre o blog

Os bastidores da política pela ótica de quem interessa: o cidadão que paga impostos e não quer ser manipulado pelos poderosos. Investigações e análises com fatos concretos, independência e sem preconceitos.