Topo
Tales Faria

Tales Faria

Líder do PP mantém requerimento para votar Orçamento antes da reforma

Tales Faria

2015-04-20T19:08:38

15/04/2019 08h38

Nada mudou neste final de semana, informa o líder do PP na Câmara, Arthur Lira.

Ele continua disposto a apresentar o requerimento de inversão de pauta para votação do Orçamento impositivo antes da reforma da Previdência na sessão de hoje da Comissão de Constituição e Justiça.

O pedido deverá ser assinado por outros líderes dos partidos de centro e da oposição.

A CCJ tem reunião marcada para discutir, a partir das 14h, a reforma da Previdência. Este é o primeiro item da pauta, segundo o presidente do colegiado, Felipe Francischini (PSL-PR).

Em entrevista coletiva de imprensa em Curitiba, Francischini afirmou que o governo está fazendo um corpo a corpo com os membros da comissão em favor da votação da reforma. Mas ele admite que, se houver o requerimento de inversão, o colocará em votação.

Arthur Lira diz que não viu qualquer movimentação do governo em busca de um acordo. Segundo ele, os partidos que defendem a inversão da pauta contam com uma maioria tão expressiva que não há necessidade de acordo.

Perguntado sobre como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se comportará ele respondeu: "Como deve ser. Como um magistrado, presidente da Câmara."

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, “Todos os Sócios do Presidente”, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Sobre o blog

Os bastidores da política pela ótica de quem interessa: o cidadão que paga impostos e não quer ser manipulado pelos poderosos. Investigações e análises com fatos concretos, independência e sem preconceitos.