Topo
Tales Faria

Tales Faria

Haddad lança programa de vídeo para concorrer com a 'Live de Bolsonaro'

Tales Faria

19/07/2019 11h12

Assim como o presidente Jair Bolsonaro já admite sua candidatura à reeleição em 2022, seu principal adversário em 2018, o petista Fernando Haddad também está em plena campanha.

O presidente da República tem seu programa de vídeo postado em geral às quintas-feiras nas redes sociais, o "Live da Semana com Presidente Jair Bolsonaro". Em linguagem descontraída,  encontrou uma forma de manter acesa sua campanha sem ferir a Justiça Eleitoral.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad também encontrou um caminho. Lançará o seu programa semanal de vídeo, que será também distribuído nas redes sociais e demais plataformas digitais.

Chamado "Painel Haddad", vai ao ar pela AllTV, com direção de Nunzio Briguglio e produção, de Fred Assis. Terá 30 minutos de duração e começa na próxima segunda-feira, às 20h.

Diferentemente do programa de Bolsonaro –em que o presidente fala de frente para a câmera com convidados ao seu lado para explicar decisões do governo– o de Haddad será um programa de entrevistas.

Nesse primeiro episódio, o entrevistado é Guilherme Boulos, o candidato do Psol em 2018 para presidente da República. Mas Nunzio afirma que o programa terá um leque variado de entrevistados com "conceitos da centro-direita, da esquerda e do centro democrático".

Essa abertura de Haddad à direita e ao chamado centro democrático tem fechado algumas portas do ex-prefeito dentro do PT. É até o que coloca em dúvida se o partido lhe dará a legenda para concorrer em 2022.

Sobre o autor

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, “Todos os Sócios do Presidente”, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Sobre o blog

Os bastidores da política pela ótica de quem interessa: o cidadão que paga impostos e não quer ser manipulado pelos poderosos. Investigações e análises com fatos concretos, independência e sem preconceitos.