Topo
Tales Faria

Tales Faria

Weintraub, Miriam, Dilma e todos somos vítimas dos ventos da intransigência

Tales Faria

23/07/2019 11h39

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, jantava ontem com a mulher e os filhos numa praça em Santarém, no Pará, quando foi alvo de protestos. Resolveu bater boca com os manifestantes e a situação só piorou.

Em tempos de intransigência não há espaço para o diálogo.

Mas, diga-se de passagem, não é só de um dos lados que vêm as agressões em público, nas redes sociais, em todos os lugares. Vêm da esquerda, da direita e do centro, de baixo e de cima.

As agressões vêm da ignorância, do incentivo e do mau exemplo dado pelas próprias autoridades e políticos que acabam alvo da mesma intransigência.

O blog deu uma pesquisada na TV UOL. Viu lá "Ex-ministro Guido Mantega é hostilizado em São Paulo". Foi no hospital Albert Einstein, em maio de 2015.

O mesmo hospital onde sua mulher, a psicanalista Eliane Berger, foi internada com câncer. Ela veio a morrer. O marido chegou a ser preso no hospital, em 2016, quando Eliane entrava na sala de operações. Foi por ordem do então juiz Sérgio Moro, que depois mandou soltá-lo.

Tem lá na TV UOL também "Gilmar Mendes hostilizado" por brasileiras em Portugal, em janeiro de 2018.

A mesma irracionalidade que expulsou a jornalista Miriam Leitão e o sociólogo Sérgio Abranches da Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. Os organizadores desmarcaram as palestras por temer reações após um abaixo-assinado cobrando que os dois não se apresentassem.

Vale ainda uma passada pelo Youtube. Sobre a ex-presidente Dilma Rousseff, tem lá "Olha como Dilma foi recebida em aeroporto" de Madri. Um vídeo de março.

Se pesquisarmos a palavra-chave "hostilizado" no Youtube, teremos muitos outros casos. Como aquele em que o ministro "Sérgio Moro é hostilizado em supermercado em Brasília", no início deste ano.

Assim como, em 2016, o senador petista "Lindbergh Farias é hostilizado em saída de restaurante no Rio".

Enfim, tem  agressão para todos os lados e todos os (des)gostos.

Sobre o autor

Tales Faria largou o curso de física para se formar em jornalismo pela UFRJ em 1983. Foi vice-presidente, publisher, editor, colunista e repórter de alguns dos mais importantes veículos de comunicação do país. Desde 1991 cobre os bastidores do poder em Brasília. É coautor do livro vencedor do Prêmio Jabuti 1993 na categoria Reportagem, “Todos os Sócios do Presidente”, sobre o processo de impeachment de Fernando Collor de Mello. Participou, na Folha de S.Paulo, da equipe que em 1986 revelou o Buraco de Serra do Cachimbo, planejado pela ditadura militar para testes nucleares.

Sobre o blog

Os bastidores da política pela ótica de quem interessa: o cidadão que paga impostos e não quer ser manipulado pelos poderosos. Investigações e análises com fatos concretos, independência e sem preconceitos.